Arquivo da tag: poesia

AVISO

Publicado em Poesias | Marcado com , | 1 Comentário

Fernando Pessoa, o poeta / Vinicius, o poetinha…

O brasileiro Vinícius de Moraes, copo de uísque ao lado, sorriso malandro na cara, sentado a um bar em Ipanema, diz: “Perdoai-me, meus amigos, a minha súbita vontade de chorar em vosso mágico convívio”. Contudo, como se sentisse o exato oposto, o … Continuar lendo

Publicado em Literatura | Marcado com , , , | 5 Comentários

P.S. Eu te amava. Ass: Sylvia Plath

 (…) Enfeitiçaste-me, em sonhos, para a cama, Cantaste-me para a loucura; beijaste-me para a insanidade. (Acho que te criei no interior de minha mente) Imaginei que voltarias como prometeste Envelheço, porém, e esqueço-me do teu nome. (Acho que te … Continuar lendo

Publicado em Cinema, Literatura | Marcado com , , , | 1 Comentário

VERBO

         Há um verbo, minha cara, que ainda mal conheces.     Não se escreve com borrões de esferográfica, no pautado dos cadernos. Escreve-se da ponta dos meus dedos, no relevo saliente de tuas coxas. Não se lê com lentes … Continuar lendo

Publicado em Poemas, contos e crônicas | Marcado com , | 2 Comentários

Certas coisas…

Certas coisas não me atraem nas mulheres.    Não me atrai a plástica ausência de uma ruga, de uma marca de expressão ou de pequenas cicatrizes. Mulheres sem marcas são mulheres sem história, soporíferas e enganosas;    Não me atrai o … Continuar lendo

Publicado em Poesias | Marcado com , , | 5 Comentários

Uma mulher há que ter segredos…

Uma mulher há que ter segredos. Não falo daqueles tão mundanos que cabem nos recessos de suas bolsas, que se lêem nos diários ou escapam pela língua nos banheiros femininos – mas daqueles que se escondem nas pupilas. Há que ter segredos nas … Continuar lendo

Publicado em Poesias | Marcado com , , | 5 Comentários

Brincando de poesia…

OFTALMOLÓGICA Em teus olhos de veludo transparente  / Há uma fronteira mal traçada  /  entre a ferida mal fechada e o fulgor inconsequente      Dois cometas bem esquivos! – só me surgem na retina /  bem no fim daquela esquina que é do olhar de … Continuar lendo

Publicado em Poesias | Marcado com , | Deixe um comentário