Arquivo do mês: abril 2011

O sono da mulher amada

Em um certo momento, ela adormece. Um sutil relaxamento da musculatura, o cadenciar da respiração, a cabeça que se aconchega ainda mais no peito – num espaço que parece ter sido feito para seu repouso. Seus braços estão dobrados contra … Continuar lendo

Publicado em Poemas, contos e crônicas | Marcado com | 4 Comentários

Um lar para retornar

Quando não tinham uma jornada noturna programada, os homo sapiens primitivos voltavam de suas caçadas ao anoitecer (para reunirem-se ao redor do fogo, desfrutando o aconchego da tribo e os núcleos familiares). Nós também fazemos isso… mas eles sabiam exatamente … Continuar lendo

Publicado em Poemas, contos e crônicas, Santa Maria da Boca do Monte | 2 Comentários

Carlos Drummond, Robert Frost, pedras, caminhos… e conselhos

Em seu poema  “The Road not Taken” (1920), o poeta americano Robert Frost escreveu: . Duas estradas divergiam em um bosque em setembro E lamentando não poder seguir em ambas vias E sendo o único viajante, durante muito tempo me … Continuar lendo

Publicado em Literatura | 6 Comentários

A Mulher Esqueleto

“A Mulher Esqueleto” é uma lenda dos inuits (escrevi “esquimós” no post anterior, mas os inuits são na verdade uma etnia dentro da nação esquimó, que vive no gelo do hemisfério norte), e sua análise pode ser melhor apreciada no … Continuar lendo

Publicado em Literatura | 2 Comentários

Mulheres, lobos, filhas e… eu.

Estou terminando de ler, quase compulsivamente (obrigado pela dica, linda!) “Mulheres que Correm com os Lobos”, da psiquiatra Clarissa Pinkola Estés (junguiana até a medula, sorte dela). Já havia ouvido falar do livro, mas não o imaginava tão precioso. Leio … Continuar lendo

Publicado em Literatura | Marcado com | 2 Comentários

A Lua

– Que é que tanto olhas por esta janela?!? – Eu? Eu olho a Lua. – Hm. – Mas é que ela me olha também, sabes? Quando eu era pequena… pequena mesmo, feito uma erva de jardim, eu cismava com ela. … Continuar lendo

Publicado em Outras | 2 Comentários

AVISO

Publicado em Poesias | Marcado com , | 1 Comentário